10 coisas que aprendi com Abraham Lincoln

10 coisas que aprendi com Abraham Lincoln

5 (100%) 2 votes

Você já deve ter ouvido falar de Abrahan Lincol. Ele foi o 16º Presidente dos Estados Unidos, considerado por muitos o maior presidente que já governou aquele país.

Lincoln nasceu em 12 de fevereiro de 1809 e governou os E.U.A em uma de suas mais profundas crises, que foi a sangrenta guerra civil americana. Ele conseguiu manter a unidade do país, foi crucial na abolição da escravatura, fortaleceu o governo central e modernizou a economia.

Além disso, produziu muitas frases e pensamentos de aplicação muito prática na vida e nos negócios. Veja a seguir as 10 coisas que aprendi com Abrahan Lincoln e ele não sabe que me ensinou.

1 – A melhor maneira prever o futuro, mas pode criá-lo

Este pensamento de Lincoln é inspirador e pode ser aplicado por qualquer pessoa. Preocupar-se com um futuro incerto é perca de tempo, mas qualquer pessoa pode agir hoje para começar a construir o futuro que gostaria de ter.

 

2 – Não se cria prosperidade, desestimulando a poupança

Educação financeira deveria se aprender na escola desde pequeno. Meu amigo Reinaldo Domingos da DSOP é um grande militante deste tema. A sociedade consumista estimula as pessoas a gastar aquilo que tem e o que não tem, entrando em dívidas que comprometem suas chances de construir prosperidade verdadeira

 

3- Não fortalecerás os fracos, enfraquecendo os fortes

Estenda as mão para os fracos, mas não se torne fraco apenas que que eles não se sintam mal. Os fortes devem ser usados como exemplo e inspiração para os demais e nunca serem vistos como vilões cruéis. A meritocracia deve sempre ser estimulada e ponto final.

 

4- Não ajudarás o assalariado se arruinar aqueles que pagam salários

Se governo e os sindicatos não atrapalhasse tanto, teríamos empresas mais sólidas e trabalhadores muito mais realizados. E, se você é empregado e sabota sua empresa ou seu patrão, pode acreditar, você está jogando contra você mesmo, pois nunca vai crescer como pessoa e como profissional enquanto tiver essa postura e mentalidade.

 

5- Não se estimula a fraternidade humana alimentando o ódio entre classes

A pior armadilha que você pode cair é entrar no jogo do nós contra eles, ricos contra pobres, pardos contra negros, gays, héteros contra gays. Este tipo de conversa, discussão e militância só distancia as pessoas e favorece supostos defensores de causas, que no fundo só se preocupam consigo mesmos. Então não se deixe manipular. Faça o melhor que puder com as condições que tiver. Faça por você, faça pelos seus, pois no final é isso que realmente importa.

 

6 – Não ajudarás os pobres eliminando os ricos

O socialismo perdeu, mas o capitalismo não ganhou. Isso porque os socialistas querem distribuir a riqueza que eles não sabem produzir enquanto os capitalistas sabem produzir riquezas, mas não sabem como distribuir. A maior desigualdade está na maneira de pensar e se comportar das pessoas. Conheço pessoas pobres que estão mudando suas vidas, pois estão mudando o jeito de pensar e se comportar, e ricos infelizes que a única coisa que possuem é dinheiro.

 

7- Não criarás estabilidade permanente, baseado em dinheiro emprestado

Viver uma vida que não pode, com dinheiro que não tem apenas para exibir-se para quem não tá nem aí pra você, vai te fazer perder tempo e te deixar cada vez mais infeliz. O ideal, se você conseguir, é fugir de dívidas, na vida e nos negócios. Quase sempre elas mais atrapalham do que ajudam.

 

8- Nunca se livrará das dificuldades se gastar mais do que ganha

Percebam que os conselhos de Abraham Lincoln, foca muito no auto controle e consciência sobre como devemos controlar nossa maneira de viver, para sermos independentes e autossuficientes. E para isso temos que aprender a manter o controle sobre nossos gastos ou a ganhar mais se quisermos gastar mais… simples assim.

 

9- Não fortalecerás a dignidade humana e o ânimo de vencer, se retirar das pessoas a iniciativa e a liberdade

O protecionismo está jogando nossas crianças e jovens para a zona de conforto e a zona de conforto está criando uma geração de pessoas fracas e acomodadas. Não se constrói uma nação fortes com pessoas de mentalidade e atitudes fracas.

 

10- Não podemos ajudar os homens de maneira permanente, se fizermos por eles aquilo que eles podem e devem fazer por si mesmos

Isso vale para famílias, para empresas e para governos. Enquanto fizermos pelas pessoas o que elas mesmas podem fazer por si, eles nunca irão lutar suas próprias lutas e vencer suas próprias batalhas, se tornando eternas crianças sem responsabilidade

Pense sobre isso. Realizações extraordinárias exigem pessoas extraordinárias, e pessoas extraordinárias desenvolvem hábitos e comportamentos extraordinários.

Cido Rodrigues

Cido Rodrigues – É administrador de empresas com especialização em Marketing. Se especializou em Life, Executive e Business Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching com certificação internacional pelas Graduate School of Master Coaches, Behavial Coaching Institute (BCI) e Institute Coaching Council (ICC). Fundador e diretor da Spar Comunicação, a Criativitate Comunicação. Fundou em 2013 a Consultoria Negócio Efetivo que visa ajudar empreendedores a saírem da armadilha do "auto emprego" e atualmente, é membro do Conselho do SESI/SENAI, Coodenador no NJE- Núcleo de Jovens Empreendedores do CIESP, e participa ativamente do Rotary, ERN Group entre outras organizações de apoio a negócios e empreendedorismo.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Close Panel